O que é a Santa Ceia?

quinta, 27 de agosto de 2015 às 23:24

 

 

Ao examinar o que Jesus fez em sua Última Ceia com os apóstolos, vemos que há semelhanças nos relatos de Mateus 26:26, Marcos 14:22, Lucas 22:19 e 1 Coríntios 11:23-24, onde Ele pega o pão, agradece ao Pai e o parte, com o momento que Ele alimenta cinco mil e quatro mil pessoas, em Marcos 6:41 e Marcos 8:6.

É curioso isso, não?

Mas o foco desse artigo é abrir o entendimento sobre o sacrifício de Jesus, relembrando e comemorando a Santa Ceia.

Quando Jesus diz 'Este é o meu corpo', já estava indicando que daria a si mesmo como sacrifício do todos nós.  Fica ainda mais claro ao complementar 'que é partido por vós'. 

Ao determinar 'Fazei isso em memória de mim', Jesus sinaliza que essa ação deveria se repetir para lembrarmos dessa prova de Amor e, numa interpretação mais profunda, como se estivéssemos lá. Aqui, a expressão 'em memória' pode entrar com o sentido de fazer real no presente o que foi feito no passado (temos a expressão do verbo 'lembrar' empregado também dessa maneira em Salmos 98:3 e Eclesiastes 12:1).

Quando cita 'Esse é o cálice da Nova Aliança', atribui o Seu sacrifício e, por consequência, o Seu sangue à renovação da Aliança que temos com o Pai. Somente por Jesus temos acesso livre a Deus, pois o Seu sangue nos purifica do pecado, nos santifica. Sabe-se que sem santificação, ninguém verá a Deus. E somente o sacrifício do Cordeiro imaculado nos santifica! Para nos apresentarmos dignamente à presença de Deus, temos que estar lavados pelo sangue de Jesus.

E qual é a extensão desse sacrifício? 'É derramado para perdoar o pecado de muitos' pois nem todos creem nesse sacrifício. Sabendo disso, Jesus nos incentiva a dizer aos quatro cantos dessa Terra para que haja MUITAS PESSOAS beneficiadas por esse Amor mas nos garante que, infelizmente, será algo oferecido porém não vivido por todos!

Reflita sobre essa Mensagem e entenda que a Santa Ceia é comemorada como uma nova validação do sacrifício de Jesus.

Camila Bianchi

Por: Admin