Reavivados!

segunda, 19 de setembro de 2016 às 10:33

 

‘Oi, meu nome é...’

Já parou para imaginar se não tivéssemos um nome para nos apresentar ou identificar? Seria uma confusão, não?

E sobre o nome do seu país? Eu não acho que uma conversa fluiria tão bem se alguém lhe perguntasse onde você estava e tudo o que conseguiria dizer fosse 'Ah, você sabe, esse lugar à esquerda do coqueiro grande'. Um nome pode localizá-lo!

Ao passar dos anos, percebi que os nomes têm um significado maior do que damos a eles. Eles nos diferenciam dos demais.

Nos tempos bíblicos, os nomes eram escolhidos para uma pessoa ou um lugar por dois principais motivos: primeiro, porque eles representavam a natureza destes; segundo, porque algo significativo tinha acontecido naquele local. Não era apenas porque soava legal, mas tinha um forte significado!

Nós vemos a plenitude disso nos nomes de Deus: 'Deus, nosso Curador', 'Deus nossa esperança', 'Deus, nosso amor'... A lista vai longe! Ele tem tantos nomes, e não porque Ele tem uma personalidade dividida, mas porque a sua natureza tem muitas facetas, como um diamante: cada uma bela e igualmente forte que a outra.

Outro exemplo pode ser visto quando Jesus se refere a si mesmo em João 14:06 como 'o Caminho , a Verdade e a Vida' . Essa 'Vida' sai da própria natureza de quem Ele é, e quando nos encontramos Nele, vemos que Ele nos dá vida e restaura-nos de volta à vida!

Já pensou em como seria fácil (porém triste) nos nomear com os nossos problemas e os problemas da vida? É quase como se nós nos apresentássemos como os nossos problemas!
'Oi, meu nome é coração partido’.
'Oi, meu nome é "A culpa é de todo mundo, menos minha” '.

Ou se não, nós escrevemos um status do Facebook, postamos uma foto triste, ou dizemos a todos os nossos amigos sobre isso.

Mas relaxe! Claro que é ruim para nós projetarmos uma vida perfeita nas mídias sociais ou para quem for. Isso é o que faziam os fariseus no tempo de Jesus e isso acarretou no melhor exemplo do cristianismo irrelevante.

O que precisamos ter em mente, porém, é que em todos os momentos podemos chamar um Nome que é superior a qualquer outro nome (Filipenses 2:9). Maior do que qualquer doença, circunstância ou problema. Assim como Jesus fez durante toda a Sua própria vida, se ele estava escalando uma montanha com sua equipe (também conhecidos como os discípulos) ou pendurado na cruz no clímax da maior história de amor do mundo, Ele invocou o nome de seu Pai.

O nome de Deus é a mais alta autoridade! Ele criou e coloriu o céu, fez as estrelas, e formou o universo e tudo que há nele. É o dono de tudo! Entenda, Ele é! Você simplesmente não tem algo superior a isso! E da mesma forma que Deus soprou vida no primeiro homem no início dos tempos, Ele ainda está olhando para soprar em cada uma de nós! Ele tem um emocionante e esperançoso fôlego de vida para nos oferecer!

Qual é o Nome que você confessa constantemente? Poderia ser as coisas que as outras pessoas têm dito ou feito para tentar definir quem você é? Seja qual for sua resposta, vamos começar de novo hoje, confessando que o nome de nosso Pai Celestial é maior do que qualquer coisa que nós podemos enfrentar hoje e sempre!

VAMOS SER REAVIVADOS PELO SEU NOME!

Por: Admin