Frutos do Espírito: Longanimidade

sexta, 22 de janeiro de 2016 às 11:24

Esse fruto te ajuda a suportar a falta de cortesia e amabilidade das outras pessoas em amor. É pensar antes de agir, pois assim prolongamos a paciência e praticamos a perseverança. Paulo reconheceu que precisou da paciência de Jesus (1 Timóteo 1:16). Nós também contemplamos isso, pois o próprio Deus renova a suas misericórdias todos os dias e nos concede perdão e aproximação, por meio de Jesus!

Paulo também exorta a igreja de Corinto sobre a necessidade e importância desse fruto em nossa comunhão e nos nossos relacionamentos (2 Coríntios 6:4-6). E diga se não é importante?

As aflições desse mundo nos testam a paciência a todo instante. Em todos os lugares, enfrentaremos situações e pessoas adversas. Mas temos que lutar para conquistar esse degrau da fé!

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração
Romanos 12:12

Inclusive o Corpo de Cristo, a Sua Igreja, seria muito mais forte e feliz se vivesse isso de maneira verdadeira!

A reconciliação que vemos partir de Deus, ao nos entregar Jesus Cristo, deve nortear nossos corações ao ponto de suportarmos melhor nossas relações. E aqui, é válido considerar dois sinônimos do verbo que, entre outros, são aguentar (afrontas - sem revidar, erros, etc.) e apoiar (a vida do próximo, ser solidários aos seus problemas).

Com essa paciência prolongada, estendida, temos a certeza que as melhores decisões serão tomadas, as tribulações serão ultrapassadas e seremos abençoados pelo próprio Deus, que nos dará conforme nossa perseverança.

 

Camila Bianchi

Por: Admin